Actriz

texto e encenaçãoPascal Rambert (França)
integrado noFestival de Almada
15 - 16 jul 2018
dom, 16h > seg, 19h
Sala Garrett
Estreia nacional
 
Espetáculo falado em francês, com legendagem em português.
 
texto e encenação Pascal Rambert
com Marina Hands, Audrey Bonnet, Ruth Nuësch, Emmanuel Cuchet, Jakob Öhrman, Elmer Bäck, Yuming Hey, Luc Bataïni, Jean Guizerix, Rasmus Slätis, Helene Thil, Laetitia Somé, Lyna Khoudri e Nathan Aznar
desenho de luz Yves Godin
figurinos Anaïs Romand
cenografia Pascal Rambert
direção de produção e assistência de encenação Pauline Roussille
direção de cena e operação de legendagem Alessandra Calabi
operação de luz Thierry Morin
direção de palco Camille Jamin
tradução portuguesa Francis Seleck
produção
Structure Production e Théâtre des Bouffes du Nord
duração 1h50
M/12
Ficar até ao fim.
____
 
Numa cama de hospital, uma grande atriz espera a visita da morte. O quarto parece não poder comportar nem mais um ramo de flores e, à sua volta, estão os familiares, os amigos e os companheiros de profissão que fazem questão de ficar até ao fim. Pascal Rambert, um dos autores franceses mais representados em todo o mundo, autor de obras-primas como Le début de l’A. e Clôture de l’Amour, escreveu esta peça em 2015, para os atores do Teatro de Arte de Moscovo.
Nesta edição do Festival de Almada, apresenta-nos a versão francesa, que estreou em Paris em dezembro de 2017, com atores e atrizes que foi buscar aos quatros cantos do mundo. Actriz é o primeiro espetáculo escrito e encenado por Pascal Rambert a chegar a Portugal. Uma peça sobre as últimas horas de Eugenia. Uma reflexão sobre a arte, a existência e as contradições que atravessam as relações humanas.

Relacionado