Horror ou breve estudo sobre a paralisia

criação e direçãoJohn Romão
9 - 26 jun 2011

4.ª a sáb. 21h45
dom. 16h15

Sala Estúdio
criação, direcção e espaço cénico John Romão
textos originais Mickael de Oliveira
música e desenho som Daniel Romero
desenho de luz José Álvaro Correia
colaboração coreográfica Elena Córdoba
colaboração vestuário Carlos Sáez Ripoll
com Bernardo Rocha, João Folgado, Mariana Tengner Barros, Miguel Cunha
co-produção TNDM II e Colectivo 84 / Penetrarte – Associação Cultural
M/16
espetáculo vencedor do Emergentes - Ciclo Novos Criadores / Novas Linguagens 2011

"Horror ou breve estudo sobre a paralisia” é um dos projectos seleccionados da 3.ª edição do Ciclo Emergentes, uma iniciativa que pretende valorizar uma nova geração no teatro, numa lógica experimental e de vanguarda.
 
Em "Horror ou breve estudo sobre a paralisia”, interroga-se a capacidade que temos de paralisar a criação de utopias urgentes e de nos tirar o sono, ao revelar-nos em excesso, em nome da ideologia do progresso e do lucro, os mistérios da fé e do corpo. Propomos, em cena, através de corpos trágicos e festivos, uma incursão pela impossibilidade de nos tornarmos ingénuos perante um cenário político e económico decadente. Edificamos a legitimidade de uma utopia da ingenuidade, não a dos sonsos, mas a dos que procuram regressar a um estado animal e preferem explicado, antes da teoria do gang bang, a origem do universo. Ou viver uma longa amnésia.



EMERGENTES – CICLO NOVOS CRIADORES, NOVAS LINGUAGENS
Com o Ciclo Emergentes, o TNDM II, proporciona um espaço de visibilidade a novas linguagens, novas dramaturgias e novos criadores. Este ciclo tem uma regularidade anual e espera-se que a sua qualidade suscite o interesse do público e do meio artístico. Esta é a 3.ª edição de uma iniciativa que pretende valorizar uma nova geração no teatro, numa lógica experimental e de vanguarda. Os espectáculos resultantes dos projectos escolhidos serão apresentados na Sala Estúdio do TNDM II em datas distintas. Este ano, os projectos seleccionados foram "Horror ou breve estudo sobre a paralisia”, de John Romão, (9 a 26 Jun.) e "Nacional-Material, paisagem com argonautas”, uma co-criação de Alfredo Martins, Bernardo Monteiro, Cláudia Gaiolas e Luís Godinho em co-apresentação com o Festival de Almada (7 a 24 Jul.).

"Film Noir”, de André Murraças, e "Geopolítica da Caos”, uma criação de Cátia Pinheiro e José Nunes, foram os textos seleccionados da 1.ª edição. "Um dia dancei SÓ dancei um dia”, de Daniel Gorjão, foi o texto seleccionado da 2.ª edição.
©Susana Paiva
©Susana Paiva
©Susana Paiva
©Susana Paiva
©Susana Paiva
©Susana Paiva
©Susana Paiva
©Susana Paiva
©Susana Paiva
©Susana Paiva
©Susana Paiva
©Susana Paiva
©Susana Paiva
©Susana Paiva
©Susana Paiva
©Susana Paiva
©Susana Paiva
©Susana Paiva
©Susana Paiva
©Susana Paiva
1/10