O grande tratado de encenação

Trilogia da JuventudeTeatro Experimental do Porto
textoGonçalo Amorim e Rui Pina Coelho
11 - 14 out 2018 | 27 out 2018
qui e sex, 21h30 > sáb, 19h30 > dom, 16h30
Sala Estúdio
texto* Gonçalo Amorim e Rui Pina Coelho 
encenação Gonçalo Amorim
interpretação** Catarina Gomes, Pedro Galiza, Sara Barros Leitão
cenografia e figurinos Catarina Barros
assistente de cenografia e figurinos Susana Paixão
desenho de luz Francisco Tavares Teles 
assistente de desenho de luz e operação Renato Marinho
música Pedro João
produção Teatro Experimental do Porto
coprodução Teatro Municipal de Matosinhos – Constantino Nery
duração 1h10
M/12

*Texto construído com base numa metodologia de "conversas em cena"
** O ator Paulo Mota integra o elenco original

Inventar um país que ainda não existe.
____

Em 1962, António Pedro escreve Pequeno Tratado da Encenação, uma obra que terá um significativo impacto no teatro português. Em O grande tratado de encenação, três jovens projetam a invenção de um país que ainda não existe. Lá fora pressente-se que o mundo se transforma. Cá dentro, discute-se sobre qual a melhor maneira de construir o futuro país ou um novo espetáculo.
 
 
Maratona TEP - 1 dia, 3 espetáculos
27 out
O grande tratado de encenação > 16h30
A tecedeira que lia Zola > 18h30
Maioria absoluta > 21h30