Bovary

de Tiago Rodrigues
3 - 4 out 2019 - Ferme du Buisson, Noisiel (FR)
Basta dizer-se "Bovary” em voz alta para se sentir imediatamente o cheiro a perfume e a escândalo. Retrato da vida de uma mulher que, buscando fugir ao tédio de uma existência banal, embarca em relações adúlteras e vive muito acima das suas possibilidades, Madame Bovary é hoje considerada a obra seminal do realismo e um dos marcos da literatura mundial. 

Publicado pela primeira vez em fascículos na revista literária do século XIX, La Revue de Paris, o romance de Gustave Flaubert foi acolhido por uma parte da sociedade francesa como um atentado à boa moral cristã. Bastaram alguns meses sobre a data da sua publicação para que começasse o julgamento que sentou o autor no banco dos réus, acusado de obscenidade pelo Ministério Público. É deste episódio que parte o espetáculo Bovary, de Tiago Rodrigues, caminhando de seguida para uma adaptação contemporânea da obra-prima Madame Bovary

Estreada em 2014 no Teatro São Luiz, Tiago Rodrigues revisita, nesta incursão pelo universo de Flaubert, o território do confronto entre arte e lei, entre artistas e Estado.



texto Tiago Rodrigues a partir de Gustave Flaubert 
encenação Tiago Rodrigues 
com Carla Maciel, Gonçalo Waddington, Isabel Abreu, Pedro Gil, Tónan Quito 
conceito de cenografia e figurinos Magda Bizarro, Tiago Rodrigues 
construção de cenário Ângela Rocha
desenho de luz Rui Horta 
música Alexandre Talhinhas
produção executiva na criação original  Magda Bizarro, Rita Mendes 
produção TNDM II a partir de uma criação original pela companhia Mundo Perfeito 
coprodução Alkantara Festival, São Luiz Teatro Municipal, TNSJ 
apoios SMA-Relva sintética, Companhia Nacional de Bailado, Relógio d’Água, Hotel Borges, Skinlife 
espetáculo criado com o apoio do  Governo de Portugal | DGArtes
Espetáculo estreado em junho de 2014 no São Luiz Teatro Municipal, Lisboa. 
M/12