Segue-me à Capela: Artes fugidias

integrado noFestival Antena 2
9 fev 2019
sáb, 19h
Sala Garrett


vozes Ananda Fernandes, Catarina Moura, Joana Dourado, Margarida Pinheiro, Maria João Pinheiro, Mila Bom, Sílvia Franklin
produção Antena 2

A classificar pela CCE 

O agrupamento Segue-me À Capela canta sons antigos e sons novos dessa arte fugidia com que se embalam os meninos, se encomenda a alma, se evoca o divino e o terreno, se espanta a fadiga, se anima o corpo; canta música tradicional portuguesa, amando estas cantigas, amadurecidas de vida, do Minho ao Algarve, incluindo as Ilhas. E canta à capela, porque gosta de ouvir os lugares das vozes, os silêncios e a harmonia surpreendente que estes cantares guardam. O repertório é constituído por cantares tradicionais recolhidos por Michel Giacometti, José Alberto Sardinha e GEFAC. Reproduzem-se os arranjos vocais registados nas recolhas, umas vezes; outras vezes, esses arranjos são acrescentados das linhas melódicas, das harmonias que a herança musical não enjeita. Os instrumentos do grupo são as vozes. Os instrumentos – sobretudo de percussão - e os elementos cénicos utilizados no espetáculo, servem o papel condutor da voz, reforçando os climas gerados a partir do canto.Todos os instrumentos de percussão utilizados pertencem à cultura popular portuguesa, assumindo especial protagonismo o adufe, instrumento tradicional feminino da Beira Baixa.