Ainda Marianas

de Catarina Rôlo Salgueiro, Leonor Buescu / Os Possessos
3 - 4 dez 2022 - Teatro Municipal Joaquim Benite, Almada (PT)
12 - 17 dez 2022 - Teatro Municipal Baltazar Dias, Funchal (PT)
criação e dramaturgia Catarina Rôlo Salgueiro, Leonor Buescu / Os Possessos
a partir de Novas Cartas Portuguesas de Maria Isabel Barreno, Maria Teresa Horta e Maria Velho da Costa, e do seu julgamento
com Ana Baptista, Rita Cabaço, Teresa Coutinho 
cenografia Ângela Rocha
figurinos Ângela Rocha, Catarina Rôlo Salgueiro, Leonor Buescu 
desenho de luz Manuel Abrantes
desenho de som André Pires
voz off João Pedro Mamede, Rafael Gomes
assistência de encenação Rafael Gomes 
assistente de desenho de luz Diana dos Santos
produção executiva Leonardo Garibaldi
residência de criação O Espaço do Tempo, A Oficina
parceiro institucional República Portuguesa - Ministério da Cultura (Fundo de Fomento Cultural)
produção Os Possessos
coprodução Teatro Nacional D. Maria II, Teatro Municipal Baltazar Dias, A Oficina
apoio República Portuguesa - Cultura / Direção Geral das Artes

M/14
 
duração 1h20
Abril de 1972. Maria Isabel Barreno, Maria Teresa Horta e Maria Velho da Costa publicam Novas Cartas Portuguesas, tendo como ponto de partida as Cartas Portuguesas, romance epistolar publicado anonimamente, em 1669, e atribuído à freira Mariana Alcoforado. Em Novas Cartas Portuguesas, os textos escritos pelas três autoras – cuja autoria de cada uma nunca foi, até hoje, revelada – abordam temáticas tão diversas como a paixão, a clausura feminina, a escrita, o sentimento de isolamento e abandono, a guerra, fazendo um paralelo inequívoco e crítico da sociedade portuguesa de então. Em 1973, as autoras seriam levadas a julgamento pelo Estado Novo, que prontamente colocou a máquina da censura a trabalhar ao retirar o livro do mercado sob a acusação de este ser "insanavelmente pornográfico e atentatório da moral pública”. O processo judicial das "Três Marias” (nome por que ficaram conhecidas as escritoras), que apenas terminou aquando do 25 de Abril de 1974, teve repercussões políticas e sociais transfronteiriças, tendo sido apelidado, na época, como a primeira causa feminista internacional pela organização norte-americana National Organization for Women (NOW). Em 2022, 50 anos volvidos, Catarina Rôlo Salgueiro e Leonor Buescu trazem as Novas Cartas Portuguesas à cena, a par com documentação histórica da época, pretendendo convocar uma reflexão em torno da memória coletiva de um país, da sua gente e do seu tempo.

Espetáculo já apresentado em

11 jun 2022 - Centro Internacional das Artes José de Guimarães, Guimarães (PT)
Fechar Política de Cookies

O Teatro Nacional D. Maria II usa cookies para melhorar a sua experiência digital. Ao continuar a navegação está a autorizar o seu uso.
Consulte a nossa Política de Privacidade para saber mais sobre cookies e o processamento dos seus dados pessoais.

Aceitar