A Laura quer!

direção artísticaSílvia Real
31 out - 1 nov 2019
qui e sex, 19h
Sala Garrett
texto a partir de Alice nas Cidades, de Wim Wenders, A Sombra do Caçador, de Charles Laughton e La scuola cattolica, de Edoardo Albinati, e texto original de S. S. Pelágio (Laura Quindler, a Harpista)
direção artística Sílvia Real 
coreografia Francisco Camacho, Sílvia real
cocriação e interpretação Afonso Ramires, Beatriz Valentim, Gaspar Menezes, Inês Trindade, Jade Mandillo, Luis Odriozola, Lua Areal, Magnum Soares, Miguel Ferreira, Sílvia Real, Vasco Sequeira e Violeta Guerreiro
cocriação e investigação Simone Andrade  
composição musical e interpretação ao vivo Afonso Minderico, André Ferreira, Jade Mandillo, Sofia Pelágio e Vasco Sequeira 
direção musical Ana Sofia Sequeira 
banda sonora Indigo (Indigo), de Bernardo Sassetti, Elétrica Cadente (Vol.1), de Dead Combo, Édification en forme de Ogives (Harmories), de Joana Gama, Luís Fernandes e Ricardo Jacinto, Desconhecido (Rush), do Quinteto Mário Franco, Calma (All the Dreams), de Sara Serpa e André Matos
figurinos e adereços Carlota Lagido 
direção técnica e desenho de luz Frank Laubenheimer  
assistentes de direção musical Jasmim Mandillo e Vasco Sequeira
colaboração LGP Alexandra Marques Fernandes
produção executiva Sofia Afonso
estagiária de produção Federica Barone
comunicação Susana Ribeiro Martins 
produção Produções Real Pelágio
coprodução TNDM II, Câmara Municipal de Castelo Branco, Festival Verão Azul, Festival Músicas do Mundo de Sines

A classificar pela CCE

duração 70 min. (aprox.) 

A associação Produções Real Pelágio é uma estrutura artística financiada pela República Portuguesa - Cultura / DGArtes e pela Câmara Municipal de Lisboa e apoiada pela SIB A Voz do Operário.

Espetáculo a estrear a 27 de outubro de 2019 no Festival Verão Azul, no Cine-Teatro Louletano, em Loulé.

Que futuro será esse, ancorado nas incertezas deste agora?

No início definiu-se o gesto: dar a mão a quem habita o incómodo lugar da adolescência. E fazê-lo de igual para igual, sem lições nem direções, caminhando juntos, questionando papéis e estereótipos, assumindo a deriva. É assim A Laura quer!, a nova cocriação do Grupo 23: silêncio! com adolescentes e crianças, um espetáculo voltado para o futuro e dirigido a todos os públicos. "Mas que futuro será este, ancorado nas incertezas deste intenso agora?”, pergunta a coreógrafa Sílvia Real. "Nos tempos de desassossego em que vivemos, não é possível sonhar uma identidade pessoal sem atender aos destinos coletivos. Desafiando a evidente opressão, ousamos ouvir o silêncio, expandir o espaço, e gerar uma energia pulsante para enfim imaginarmos juntos o lugar de cada um na história que hoje se escreve, e na qual todos somos chamados a inscrever-nos. Uma história que necessariamente teremos de construir mais justa, sustentável e pacífica, contra o medo de coexistir”.

Todas as sessões contam com interpretação em Língua Gestual Portuguesa e conversa com artistas após o espetáculo. São também sessões descontraídas.