Romeu e Julieta

deJohn Romão
a partir deWilliam Shakespeare
14 fev - 1 mar 2020
qua e sáb, 19h > qui e sex, 21h > dom, 16h
Sala Garrett
conceção, encenação e espaço cénico John Romão
a partir de Romeu e Julieta de William Shakespeare
desenho de luz Rui Monteiro
espaço sonoro Nicolai Sarbib
produção e gestão Patrícia Soares / Produção d'Fusão
produção Colectivo 84
coprodução TNDM II
apoio Ministério da Cultura / Direção-Geral das Artes
residências artísticas Estúdios Victor Córdon, O Espaço do Tempo

Elenco a anunciar. 
A classificar pela CCE 

duração 1h30 (aproximadamente)


Pensar os mecanismos de aceitação social e o conceito de amor.

Romeu e Julieta são dois jovens que avançam incessantemente com os olhos postos no futuro e atropelam o presente dos seus corpos que apenas se juntam na morte, ou seja, na ausência (ou no apogeu) da velocidade. John Romão trabalha este clássico da dramaturgia através de um processo que assenta na revelação, no contágio entre as imagens e o tempo, apoiado em antíteses que o texto apresenta - a luz e a escuridão, a juventude e a velhice, o mito do encontro das duas personagens na morte - para reconstruir o corpo, a sua dor e as suas funções humanas. Em Romeu e Julieta instala-se um ódio à Terra, aos seus limites e fronteiras - territoriais, de géneros, das famílias Montéquio e Capuleto -, num tempo marcado por uma vertiginosa velocidade que faz os corpos correrem para a morte. Uma abordagem livre e transgressora ao texto de William Shakespeare, associando a adolescência à diferença, questionando os mecanismos de aceitação social e o próprio conceito de amor.

Sessão com interpretação em Língua Gestual Portuguesa 
23 fev

Conversa com artistas após o espetáculo
23 fev

Sessão com Audiodescrição
1 mar