Subitamente no Verão passado

encenaçãoBruno Bravo
textoTennessee Williams
6 - 23 fev 2020
qua e sáb, 19h30 > qui e sex, 21h30 > dom, 16h30
Sala Estúdio
encenação Bruno Bravo
texto Tennessee Williams
tradução  Miguel Castro Caldas
com Alice Medeiros, Ana Bustorff, Carolina Salles, Joana Campos, João Pedro Dantas, José Leite, Marina Albuquerque
tradução Miguel Castro Caldas
cenário e figurinos Stéphane Alberto
desenho de luz Alexandre Costa
música e sonoplastia Sérgio Delgado
produção e assistência de encenação Leonardo Garibladi
coprodução TNDM II, Primeiros Sintomas

A classificar pela CCE 


Questionar as várias faces da verdade.

Bruno Bravo e a companhia Primeiros Sintomas regressam ao palco do D. Maria II, depois de Lear, agora com a mais enigmática das peças de Tennessee Williams. Subitamente no verão passado inscreve-se no extravagante imaginário sulista dos Estados Unidos da América, mas é universal: o conceito de verdade como fenómeno mutável, indeterminado, sujeito a uma multiplicidade de versões – também na ténue relação entre realidade e ficção – é um dos temas fulcrais da peça. Sebastian, personagem central mas sem presença física (toda a peça se desenrola à volta do seu desaparecimento), é descrito pela mãe, a Sra. Venable, como um poeta luminoso, eternamente jovem, casto, sensível, torturado pela revelação de Deus nas manifestações cruéis, selvagens e implacáveis da natureza. Sebastian morre em circunstâncias misteriosas, em Espanha, acompanhado pela sua prima Catharine, que com ele viajou pela primeira vez. É ela a única testemunha da sua morte e a sua versão da verdade poderá mudar tudo.


Sessão com interpretação em Língua Gestual Portuguesa 
9 fev

Conversa com artistas após o espetáculo
9 fev

Sessão com Audiodescrição
23 fev