GRAÇA LOBO

13 jan 2015
19h
Salão Nobre | Entrada Livre


Graça Lobo estreou-se na Casa da Comédia no espectáculo Noites Brancas a partir de Dostoievski quando ainda era aluna do Conservatório. Integrou a companhia do Teatro Estúdio de Lisboa e do Teatro Experimental de Cascais, assim como a CPC ou o Teatro de Todos os Tempos. Interpretou textos de Pirandello, Giraudoux, Gombrowicz, Genet, Copi, Albee, Feydeau, tendo, entre outros, trabalhado com os encenadores Carlos Avilez e Victor Garcia.
Em 1979, fundou a Companhia de Teatro de Lisboa onde interpretou textos de Harold Pinter, James Joyce, Samuel Beckett, Miguel Esteves Cardoso, Noel Coward, Henrik Ibsen, Alan Ayckbourn, além das Cartas Portuguesas atribuídas a Mariana Alcoforado, espetáculo que fez carreira no TNDM II, São Luiz, La Mamma Experimental Theatre & Etc/New York, Festival Internacional de São Francisco (1980), Ljubljana (ex-Jugoslávia), Rio de Janeiro, São Paulo, Brasília e Tóquio.
Gonçalo Ferreira de Almeida, que interpretou vários textos encenados pela atriz, é o interlocutor desta conversa.
 
conversa com Gonçalo Ferreira de Almeida
Fechar Política de Cookies

O Teatro Nacional D. Maria II usa cookies para melhorar a sua experiência digital. Ao continuar a navegação está a autorizar o seu uso.
Consulte a nossa Política de Privacidade para saber mais sobre cookies e o processamento dos seus dados pessoais.

Aceitar