Colecção de amantes

conceito e direçãoRaquel André
integrado noCiclo Recém-nascidos
16 - 20 set 2015
qua, 19h30
qui - sáb, 21h30 
dom, 16h30

Sala Estúdio
conceito e direção Raquel André
criação e espaço cénico Bernardo de Almeida e Raquel André
colaboração artística António Pedro Lopes
música noiserv
desenho de luz Rui Monteiro
sonoplastia
Tiago Martins
montagem de imagem André Silva Santos
produção executiva Fabíola Lebre
produção Raquel André
coprodução TNDM II, TEMPO_Festival das Artes (BR)
residências artísticas Walk&Talk 2015 – Ponta Delgada, Citemor 2015 – Montemor-o-Velho
parceria Largo Residências, ZDB e BV90
apoio Plataforma285
apoio à pesquisa de mestrado de Raquel André Bolsa da Fundação Calouste Gulbenkian 
apoio Pontual 2015 Direção Geral das Artes, Governo de Portugal
agradecimentos Bruno Rocha, Catarina Campos Costa, César Augusto, Coletivo84, Condomínio, Eleonora Fabião, família Almeida, família André, Gui Garrido, Mostra Hífen, Pedro Ribeiro, Raiumundo Cosme, Rita Westwood, Tiago de Jesus Brás
M/16
espetáculo integrado no Ciclo Recém-nascidos


O primeiro projeto do Ciclo Recém-nascidos a subir ao palco da Sala Estúdio é Colecção de amantes, um espetáculo sobre encontros, de Raquel André. Nos últimos dois anos, foram 73 os encontros em que a performer visitou apartamentos com perfeitos desconhecidos, ficcionando aí, por uma hora, uma intimidade semelhante à dos que se conhecem há já vários anos. Cada encontro deu origem a uma fotografia, prova dessa intimidade construída, cujo conjunto foi dando corpo a uma coleção, a Colecção de amantes

Entre o Rio de Janeiro, Lisboa e Ponta Delgada, cidades onde Raquel André trabalhou, as fotografias foram-se multiplicando e, agora, a coleção quer-se infinita... Até à estreia, a performer transforma estes amantes em protagonistas do espetáculo, através das fotografias que foram sendo criadas. Colecionadora obsessiva, Raquel guarda estas pessoas como objetos raros de uma coleção peculiar, criando narrativas reais e ficcionadas do que esta coleção pode significar e projetar — porque, afinal, o que se procura quando se encontra alguém?

 
[Ciclo Recém-nascidos]
Na abertura de cada temporada, o D. Maria II dedica um mês de programação da Sala Estúdio a novíssimos artistas e companhias de teatro de todo o país. São percursos artísticos inovadores que dão os primeiros passos, e que merecem ser vistos com a vitalidade e a esperança que só se encontram em quem acabou de nascer para o teatro.

Desconto Recém-nascido
Adquira bilhete para os quatro projetos deste ciclo e pague apenas 6€ por espetáculo.
 
©Filipe Ferreira
©Filipe Ferreira
©Filipe Ferreira
©Filipe Ferreira
©Filipe Ferreira
©Filipe Ferreira
©Filipe Ferreira
©Filipe Ferreira
©Filipe Ferreira
©Filipe Ferreira
©Filipe Ferreira
©Filipe Ferreira
©Filipe Ferreira
©Filipe Ferreira
©Filipe Ferreira
©Filipe Ferreira
©Filipe Ferreira
©Filipe Ferreira
1/9