À espera de Godot

encenaçãoDavid Pereira Bastos
deSamuel Beckett
15 set - 7 out 2018
qua e sáb, 19h30 > qui e sex, 21h30 > dom, 16h30
Sala Estúdio
encenação David Pereira Bastos
de Samuel Beckett
a partir da tradução de José Maria Vieira Mendes (À espera de Godot, edições Cotovia, 2000)
com Bruno Simão, David Pereira Bastos, Miguel Moreira, Rui M. Silva
cenário Bruno Simão
desenho de luz José Álvaro Correia
coordenação de produção Manuel Poças
coprodução TNDM II
apoio Fundação GDA
a classificar pela CCE
À Espera de Godot é  um espectáculo de David Pereira Bastos com Bruno Simão, David Pereira Bastos, Miguel Moreira e Rui M. Silva. Não procura levantar questões a partir do texto, nem propor leituras ou sublinhar significados. O espetáculo apresenta o texto e os atores, o texto através dos atores e vice-versa. Como ponto de partida a recusa do aparato cénico; uma montagem assente no trabalho do ator e na escuta permanente do texto e da partitura proposta por Beckett. Uma escuta atenta, operada na prática, na repetição, na pesquisa ativa, na criatividade e sensibilidade do ator, com o fito de tornar o texto funcional – ou eficaz. 

O intuito é o de descobrir como fazer o texto funcionar, mantê-lo vivo para atores e público e como ser-se livre enquanto criadores e artistas ao pegar num texto com tantas e tão precisas imposições autorais sobre adereços e elementos cenográficos, integralidade do texto, intenções de falas, pausas, silêncios, movimentações no espaço e ações físicas. 

Uma abordagem rítmica, crua e lúcida, de uma lucidez de quem sabe que é só teatro – o que se passa no palco. Nada é real. Tudo é pretexto; para passar o tempo, por nenhum sentido que faça. Estar vivo. Estar naquele palco. Partilhar essa lucidez com público, a não-ficção, a não-ação. Encontrar a melhor maneira, a mais divertida, a mais livre, curiosa e perplexa de passar o tempo. 
 
David Pereira Bastos

Relacionado