Julia

TrilogiaChristiane Jatahy
integrado naBienal Artista na Cidade
4 - 6 mai 2018
sex - sáb, 21h > dom, 16h
Sala Garrett

baseado em Menina Júlia de August Strindberg
direção e adaptação Christiane Jatahy
com Julia Bernat, Rodrigo dos Santos
participação no filme Tatiana Tiburcio
cenário Marcelo Lipiani e Christiane Jatahy
câmara ao vivo Paulo Camacho
desenho de luz Renato Machado e David Pacheco
figurinos Angele Fróes
músicas Rodrigo Marçal
técnico de video Felipe Norkus
técnico de luz e som Leandro Barreto
diretor de palco Thiago Katona
diretor de produção e tour manager Henrique Mariano
produção viagens internacionais Le Centquatre - Paris
um projeto da cia. Vértice de Teatro
M/18
Entre o que pode ser visto e o que só pode ser entrevisto.
___

Nos últimos anos, Christiane Jatahy debruçou-se sobre a linguagem audiovisual. Em Julia, adaptação de Menina Júlia de August Strindberg, que passou pelo Maria Matos Teatro Municipal em 2013, o teatro transforma-se em cinema ao vivo. Com cenas pré-filmadas e cenas filmadas no momento, o filme é construído na presença do público. Entre o clássico e o contemporâneo. Entre o que pode ser visto e o que só pode ser entrevisto na presença real do ator e no enquadramento dos detalhes do cinema. 
A adaptação do texto traz também o conflito para o aqui e agora, no dia em que o público assiste à peça, e se pergunta quem são e como se relacionam Julia e Jean, hoje. Se Strindberg colocou uma lupa na relação de dois seres, Jatahy coloca uma câmara; presença e testemunho permanente, invadindo  com o olhar do público esse encontro atual e urgente.

Relacionado