Violência - Fetiche do homem bom

deCláudia Lucas Chéu
28 jun - 21 jul 2013
4.ª a sáb. 21h15
dom. 16h15
Sala Estúdio
conceção do espetáculo Cláudia Lucas Chéu
com Albano Jerónimo, Rúben Gomes, Solange Freitas e Miguel Raposo

espaço cénico e figurinos Tiago Pinhal Costa
consultor de Tiago Pinhal Costa Tiago Cadete
desenho de luz Rui Monteiro
espaço sonoro Vítor Rua
vídeos Alexandre Azinheira
operação de vídeo Eduardo Cunha
apoio ao movimento Sara Chéu
assistência de encenação Solange Freitas
produção Francisco Leone
coprodução TNDM II, Associação Cultural Teatro Nacional21 (TN21), TNSJ
M/16
"Acho sempre hipócrita, quando alguém vê um filme (violento) até ao final e depois protesta: não se pode fazer isto (ao espectador)!
E eu pergunto: porque é que ficaste a ver?”
Michael Haneke

"Questiono-me, se a violência é intrinsecamente humana e até que ponto, é uma das nossas características mais paradoxais: primária e sofisticada. Interessa-me explorar a violência mais subterrânea e hardcore, aquilo que considero de fetichização da bondade, que nos foi transmitido através da educamesticação™. Miguel e Gabriel são dois irmãos gémeos, pseudo-filósofos, burgueses, adeptos de junk food e fãs da estrela porno Sasha Grey.”

Cláudia Lucas Chéu


  sessão com interpretação em língua gestual portuguesa | 21 JUL 2013 às 16h15
©Bruno Simão
©Bruno Simão
©Bruno Simão
©Bruno Simão
©Bruno Simão
©Bruno Simão
©Bruno Simão
©Bruno Simão
©Bruno Simão
©Bruno Simão
©Bruno Simão
©Bruno Simão
©Bruno Simão
©Bruno Simão
©Bruno Simão
©Bruno Simão
©Bruno Simão
©Bruno Simão
©Bruno Simão
©Bruno Simão
©Bruno Simão
©Bruno Simão
©Bruno Simão
©Bruno Simão
1/12
Violência - fetiche do homem bom