História da loucura na época clássica de Michel Foucault

mestreAngélica Liddell (Espanha)
no âmbito do projetoÉcole des Maîtres
15 set 2019
dom > 20h
Sala Garrett
mestre Angélica Liddell
com Clément Papachristou, Delphine De Baere, Federico Benvenuto, Gaël Seigneuret, Gonzague Van Bervesseles, Guillaume Costanza, João Gaspar, Ksenija Martinovic, Marina Leonardo, Miguel Ponte, Nika Perrone, Olga Mouak, Olivia Smets, Rita Morais
parceiros do projeto e direção artística TNDM II, CSS Teatro stabile di innovazione del Friuli Venezia Giulia, CREPA - Centre de Recherche et d’Expérimentation en Pédagogie Artistique, TAGV - Teatro Académico de Gil Vicente, La Comédie de Reims - Centre Dramatique National, Comédie de Caen - Centre Dramatique National de Normandie
com a participação Accademia Nazionale d’Arte Drammatica Silvio d’Amico, Short Theatre, Teatro di Roma, ERPAC - Ente Regionale Patrimonio Culturale Friuli Venezia Giulia, Théâtre de Liège – Centre européen de création théâtrale et chorégraphique, Centre des Arts scéniques, Ministère de la Communauté française – Service général des Arts de la scène, Wallonie-Bruxelles International, Ministère de la Culture et de la Communication, Fonds d’Assurance Formation des Activités du Spectacle, Universidade de Coimbra
apoio MiBAC – Direzione Generale Spettacolo dal Vivo, Direzione centrale cultura, sport e solidarietà da Regione Autonoma Friuli Venezia Giulia 

Recomendado para M/18

Este espetáculo contém cenas de nudez e de cariz sexual.

Apenas os desejos cumpridos nos fazem infelizes.

École des Maîtres é um curso internacional itinerante de aperfeiçoamento teatral, que todos os anos reúne jovens atores de Portugal, Bélgica, França e Itália e um criador marcante da atualidade teatral. A encenadora e atriz Angélica Liddell, criadora de objetos artísticos arriscados e transgressores, apontou o caminho no ano letivo que agora termina: a razão como imposição, a loucura como selvajaria primordial, incompatível com a civilização embora nela se enraíze, o louco como eterno culpado e, ao mesmo tempo, sagrado. "Como Tarkovski nos ensina em Nostalgia, talvez repetir uma ação inútil todos os dias, à mesma hora e em qualquer circunstância, incluindo na adversidade, talvez isso nos possa pôr a salvo, um desejo sem consumação. Unicamente os desejos cumpridos nos fazem infelizes”, escreve Liddell. O espetáculo que resultou desta experiência de criação conjunta chama-se História da loucura na época clássica de Michel Foucault e chega agora ao Entrada Livre.

Espetáculo apresentado no âmbito do Entrada LivreConsulte as condições de acesso.