A Margem do Tempo

encenaçãoSérgio Moura Afonso
textoFranz Xaver Kroetz
28 nov 2021
dom, 16h
Sala Garrett
encenação Sérgio Moura Afonso
texto Franz Xaver Kroetz
tradução Ana Henriques
com Eunice Muñoz e Lídia Muñoz
música original Nuno Feist
cenografia e adereços Anabela Venda e Inês Alice Ferreira
figurinos Cruzeta Torcida
desenho de luz Carlos Arroja
assistência de encenação Isabel Guerreiro
produção Capítulo Reversível
 
equipa Capítulo Reversível
direção de cena Alexandre Tavares
ponto Diogo Tavares
design gráfico Artepertinace
fotografia de cartaz Alípio Padilha
fotografia de cena Nuno Silva
comunicação Tiago Durão
 
M/12
Aos 93 anos, Eunice Muñoz anuncia que A Margem Do Tempo será a sua última subida a palco.
 
No dia em que se assinalam 80 anos de carreira da atriz que se estreou a 28 de novembro de 1941 no Teatro Nacional D. Maria II, com o espetáculo Vendaval, pela mão de Amelia Rey Colaço, Eunice Muñoz volta a subir ao mesmo palco, da Sala Garrett, acompanhada por Lídia Muñoz, sua neta e sua colega de cena, para apresentação de A Margem do Tempo, de Franz Xaver Kroetz com encenação de Sérgio Moura Afonso.
 
Mais que uma despedida, este espetáculo é um passar de testemunho a Lídia Muñoz, sua neta, em quem tem o desejo de ver continuado o seu nome numa carreira de teatro.
 
Eunice Muñoz assume mais uma vez um papel interventivo na sua carreira, neste espetáculo íntimo, sem palavra, onde avó e neta contracenam ao som de uma banda sonora original do Maestro Nuno Feist, confrontando-nos com várias reflexões sobre a solidão, a mulher, e o nosso contemporâneo.
Fechar Política de Cookies

O Teatro Nacional D. Maria II usa cookies para melhorar a sua experiência digital. Ao continuar a navegação está a autorizar o seu uso.
Consulte a nossa Política de Privacidade para saber mais sobre cookies e o processamento dos seus dados pessoais.

Aceitar