Moby Dick

encenaçãoYngvild Aspeli - Plexus Polaire (França / Noruega)
inspirado no romance deHerman Melville
4 - 5 mai 2021
ter - qua, 19h
Sala Garrett
encenação Yngvild Aspeli 
intérpretes e marionetistas Andreu Martinez Costa, Alice Chéné, Daniel Collados, Maja Kunsic, Pierre Devérines, Sarah Lascar, Viktor Lukawski
música Ane Marthe Sørlien Holen, Guro Skumsnes Moe, Havard Skaset
marionetas Elise Nicod, Manon Leblanc, Sebastien Puech, Polina Borisova, Yngvild Aspeli
dramaturgia Pauline Thimonnier
cenografia Elisabeth Holager Lund
figurinos Benjamin Moreau
desenho de luz Xavier Lescat, Vincent Loubière
som Raphael Barani 
vídeo David Lejard-Ruffet
assistente de encenação Pierre Tual
produção executiva Claire Costa 
administração Plexus Polaire Anne-Laure Doucet, Gaedig Bonabesse
coprodução Nordland Teater, Mo I Rana; Figurteatret i Nordland (Nordland Visual Theatre), Stamsund; Groupe des 20 Théâtres en Ile-de-France; Lutkovno gledališče Ljubljana / Ljubljana Puppet Theatre; Comédie de Caen CDN; EPCC Bords 2 scènes, Vitry-le-François; TJP CDN Strasbourg- Grand Est; Festival Mondial des Théâtres de Marionnettes de Charleville-Mézières; Le Manège, scène nationale - Reims; Le Théâtre - Scène conventionnée d’Auxerre; Le Mouffetard - Théâtre des arts de la Marionnette, Paris; Les 2 Scènes, Scène Nationale de Besançon; MA scène nationale - Pays de Montbéliard; Le Sablier, Centre national de la marionnette - Ifs/Dives-sur-Mer; Le Théâtre Jean Arp, scène conventionnée de Clamart; La Maison/Nevers scène conventionnée Art en territoire, Nevers; Théâtre Romain Rolland, scène conventionnée d’intérêt national de Villejuif; Le Bateau Feu, Scène nationale de Dunkerque; com um apoio para a diversidade multilingue de Theatre de Choisy-le- Roi/Scène Conventionnée d’Intérêt national art et création pour la diversité linguistique, em cooperação com PANTHEA, Teater Innlandet, Hamar; POC, Alfortville
apoios Kulturrådet / Arts Council Norway; DGCA Ministère de la Culture; DRAC et RégionBourgogne Franche Comté; Fond for lyd og bilde; Conseil Général du Val de Marne; Département de l’Yonne, Danse -og teatersentrum

A classificar pela CCE

duração 1h40
Uma investigação sobre os inexplicáveis mistérios da vida.

Moby Dick invoca o mito da baleia branca para sondar os mistérios da alma humana diante da vastidão do oceano. Yngvild Aspeli encena este gigante da literatura com sete atores-manipuladores, cinquenta marionetas, projeções de vídeo, uma orquestra submersa e uma baleia-marioneta em tamanho real.

Após o sucesso mundial de Chambre Noire, o FIMFA traz, ao D. Maria II, esta nova criação da encenadora e marionetista norueguesa. A história é a de uma expedição de caça à baleia, mas também de uma busca obsessiva, que levou a tripulação ao seu destino trágico. Um romance iniciático, em que, face à imensidão do mar, se revela uma investigação sobre os inexplicáveis mistérios da vida. Em torno deste conto quase mitológico, Yngvild Aspeli convoca, em palco, os homens e as mulheres que desapareceram no mar para nos fazer ouvir as suas histórias.

Espetáculo falado em inglês e francês, com legendas em português.
Fechar Política de Cookies

O Teatro Nacional D. Maria II usa cookies para melhorar a sua experiência digital. Ao continuar a navegação está a autorizar o seu uso.
Consulte a nossa Política de Privacidade para saber mais sobre cookies e o processamento dos seus dados pessoais.

Aceitar