Não Lugar

espetáculo integrado naOcupação Minhota
criaçãoGonçalo Fonseca
13 fev 2016
sáb, 16h

sessões escolas
10 - 12 fev, 11h

Sala Estúdio
espetáculo de teatro de marionetas

criação Gonçalo Fonseca
a partir de
Não-Lugares de Marc Augé e de O Livro do Desassossego de Bernardo Soares
cocriação e interpretação Luís Filipe Silva e Sílvia Barbosa
música original e interpretação ao vivo Samuel Coelho
cenário e adereços Gonçalo Fonseca, Luís Filipe Silva e Sílvia Barbosa com tutoria de Júlio Alves
desenho de luz e vídeo Vasco Ferreira
produção Comédias do Minho

público-alvo Famílias com jovens a partir dos 14 anos, alunos do ensino secundário
duração 50 min 
M/12

Um solitário local de passagem.
_____

Os não lugares são um produto dos tempos modernos. São espaços temporários de passagem, comunicação e consumo. Representam o declínio do homem público e a ascensão do homem egoísta e obsessivo, camuflado pelos cartões de crédito, pins, códigos e passwords que criam solidão e alienação. Em Não Lugar, os intérpretes manipulam, constroem, destroem e alteram toda a cena, tornando este lugar, ou não lugar, numa verdadeira metamorfose cénica.


As Comédias do Minho no D. Maria II
_____
Em fevereiro, as Comédias do Minho mudam-se de armas e bagagens para Lisboa. Numa autêntica festa de fim do inverno, esta Ocupação Minhota traz ao D. Maria II uma reflexão sobre todo um território, em registo de grande profanidade. Para a celebração de um novo entrudo minhoto, propõe-se um auto popular, teatro para crianças e jovens, uma exposição, um documentário e jornadas de trabalho e paladar, regadas por alguns dos melhores vinhos do mundo. Numa palavra, vai ser uma festa.