Aurora Negra

deCleo Tavares, Isabél Zuaa e Nádia Yracema
28 mai - 7 jun 2020
qua e sáb, 19h30 > qui e sex, 21h30 > dom, 16h30
Sala Estúdio
direção artística, criação e interpretação Cleo Tavares, Isabél Zuaa, Nádia Yracema
cenografia Tony Cassanelli
figurinos José Capela
desenho de luz, vídeo e projeção mapeada Felipe Drehmer
sonoplastia e composição Carolina Varela, Yaw Tembé
consultoria de dramaturgia Teresa Coutinho
produção Marta Vieira
coprodução TNDM II, Centro Cultural Vila Flor, O Espaço do Tempo, Teatro Viriato

Estreia do espetáculo no Black Box, O Espaço do Tempo, em Montemor-O-Novo, a 15 de
maio de 2020
 
A classificar pela CCE 
Apresentação do espetáculo vencedor da segunda edição da Bolsa Amélia Rey Colaço, destinada a apoiar a produção de espetáculos de jovens artistas e companhias emergentes. Parceria com o Centro Cultural Vila Flor, em Guimarães, O Espaço do Tempo, em Montemor-o-Novo, e Teatro Viriato, em Viseu.

O canto começa na voz de uma mulher que fala. Fala crioulo. Fala Tchokwe. Fala português. À vossa frente, três mulheres na condição de estrangeiras, em qualquer um dos lugares onde se falam estas línguas. Três mulheres sem lugar. Três mulheres numa busca pelas raízes mais profundas e originais dessas culturas e cada uma, na sua singularidade, tem a certeza deste encontro poder representar um ponto de viragem, uma Aurora Negra.


Sessão com interpretação em Língua Gestual Portuguesa 
31 mai

Conversa com artistas após o espetáculo
31 mai

Sessão com Audiodescrição
7 jun