Ilhas

criaçãoTeatro Meridional
encenaçãoMiguel Seabra
13 - 23 jan 2022
qua - sáb, 19h > dom, 16h
Sala Garrett
criação Teatro Meridional 
encenação e desenho de luz Miguel Seabra 
com Ana Santos, David Medeiros, Emanuel Arada, Joana de Verona, Miguel Damião, Rosinda Costa
dramaturgia Natália Luiza 
espaço cénico e figurinos Hugo F. Matos 
música original e espaço sonoro Fernando Mota 
assistência de encenação e direção de cena Filipa Melo 
assistência de cenografia e direção de cena Marco Fonseca 
documentário, vídeo e fotografia Ricardo Reis
atelier Taiji Qigong Pedro Rodrigues  
direção de produção Rita Conduto
produção executiva Susana Monteiro, Rita Mendes 
direção artística Teatro Meridional Miguel Seabra, Natália Luiza
produção Teatro Meridional
coprodução Teatro Nacional D. Maria II, Teatro Micaelense
apoios Governo dos Açores (Direção Regional da Cultura e Direção Regional do Turismo), Câmara Municipal de Ponta Delgada, Câmara Municipal de Angra do Heroísmo, Arquipélago – Centro de Artes Contemporâneas, Bensaude Hotels Collection, Wayzor – rent a car

O Teatro Meridional é uma estrutura financiada pela República Portuguesa – Cultura / DGArtes e apoiada pela Câmara Municipal de Lisboa e Junta de Freguesia de Marvila.

M/12
 
duração 1h20 

Espetáculo estreado a 10 de dezembro 2021, no Teatro Micaelense (Açores).
 
Por motivo de doença de elementos do espetáculo Ilhas, que testaram positivo à Covid-19, as sessões de 15 a 21 de janeiro serão canceladas.

Caso tenha adquirido bilhetes para algumas destas sessões, por favor contacte-nos gratuitamente para o número 800 213 250 ou para o e-mail bilheteira@tndm.pt.

No âmbito das novas medidas para acesso a eventos determinadas pelas autoridades de saúde, em vigor a partir de 10 de janeiro de 2022, informamos que o acesso a espetáculos requer a apresentação de certificado covid. Saiba qual, neste link.

Quanto mais perto estás da morte, mais vivo te sentes.


Se o Teatro Meridional é uma companhia vocacionada para a itinerância, a influência dos lugares também se faz sentir nas suas criações. Em Ilhas, Miguel Seabra encena um espetáculo que mergulha nas idiossincrasias do arquipélago dos Açores. Transformar em matéria cénica a singularidade identitária deste território português e criar um modo de comunicar inspirado nos seus hábitos, ritos e mitos são os desafios desta criação. Nela, as linguagens gestual, plástica e musical revelam-se como os principais veículos de expressão, contornando o recurso à palavra como forma dominante de comunicar. Ilhas insere-se no Projeto Províncias do Teatro Meridional, de onde nasceram os espetáculos Para Além do Tejo (2004), Por Detrás dos Montes (2006), Por Causa Da Muralha, Nem Sempre Se Consegue Ver a Lua (2012) e Ca_Minho (2019).


Sessão com Audiodescrição
23 jan > dom, 16h
 

Behind the scenes
Spot vídeo
1/2
Fechar Política de Cookies

O Teatro Nacional D. Maria II usa cookies para melhorar a sua experiência digital. Ao continuar a navegação está a autorizar o seu uso.
Consulte a nossa Política de Privacidade para saber mais sobre cookies e o processamento dos seus dados pessoais.

Aceitar